Como iniciar a Pascom na paróquia?

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email

A Pascom está organizada em vários níveis: nacional, regional, diocesano e paroquial. Neste post, iremos nos deter no âmbito paroquial/comunitário.

Dialogar com o pároco para estar em unidade com o pastoreio da comunidade de fé, é o primeiro passo a ser dado. O pároco é o referencial da Pascom. Ele atuará em sintonia e diálogo com um coordenador paroquial (Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, n.263).

Na maioria das vezes, o desejo de iniciar uma pastoral da comunicação se expressa nos jovens da paróquia. Dentre tantos motivos para isso, está o fato dos jovens estarem em constante contato com redes sociais de comunicação.

É importante salientar, antes de dar continuidade, que “a Pascom não se limita a ações isoladas, como a produção de murais, boletins e jornais impressos, programas de TV e Rádio, construção de sites e blogs” (Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, n.249).

O segundo passo a ser dado será estruturar uma equipe comprometida com a comunicação. O número de participantes dessa equipe dependerá da quantidade de voluntários e o tamanho da paróquia. É importante destacar neste momento, a importância do coordenador em conhecer bem a paróquia, suas necessidades e recursos existentes.

Deste modo, ficará mais fácil partir para o terceiro passo, que será definir as funções de cada membro da pascom. Aqui, o coordenador deverá estar atento as habilidades e interesses dos membros, para que estes, possam dar bons frutos na pastoral.

Em diálogo com os membros, o coordenador também deverá definir dias e horários para reuniões da equipe. Se tratando de comunicação, é importante que haja uma boa periodicidade de encontros entre os membros, para que possam rezar juntos, receberem formação, mapear as ações a serem realizadas e avaliá-las, posteriormente.

O quarto passo a ser dado neste processo de implantação da Pascom em uma paróquia, será sensibilizar o conselho pastoral paroquial sobre a importância e missão da pastoral da comunicação.

A Pascom se insere na vida da Igreja não como uma pastoral a mais, mas como suporte, integrando todas as demais pastorais, gerando comunhão e fortalecendo a unidade. Por isso, é importante este diálogo com as demais pastorais, grupos, movimentos e comunidades, visando também, levantar cada uma de suas necessidades.

Seguindo os passos citados anteriormente, a Pascom estará mais estruturada e pronta para desempenhar sua missão.

Um Planejamento Pastoral da Comunicação deverá ser elaborado a partir daqui, analisando a realidade (ameaças x oportunidades; fraquezas x forças), levantando as necessidades da paróquia na área da comunicação e identificando as prioridades. Sobre o planejamento de pastoral, falaremos em outras postagens.

Recapitulamos abaixo, os passos informados neste artigo:

  1. Diálogo com o pároco;
  2. Montar uma equipe comprometida com a comunicação;
  3. Definir as funções de cada membro;
  4. Apresentar a importância e missão da Pascom para as demais pastorais da paróquia;
  5. Elaborar um planejamento pastoral de comunicação.

Espero que tenham gostado! Até o próximo post!

Av. Lúcio José de Menezes, 1353
Apto 06
Pacajus – Ceará

ENTRE EM CONTATO

(85) 99229.4387
contato@paroquiananet.com

O PODER DA COMUNICAÇÃO É A PROXIMIDADE!